terça-feira, 30 de outubro de 2012

Quem nunca tentou voltar a dormir pra


continuar o que estava sonhando antes de 

acordar?


domingo, 28 de outubro de 2012

Vida é o que existe entre o nascimento e a morte. O que acontece no meio é o que importa. No meio, a gente descobre que tudo o que faz você voltar pra casa de mãos abanando (sem uma emoção, um conhecimento, uma surpresa, uma paz, uma ideia) foi perda de tempo. A gente descobre que sofremos mais com as coisas que imaginamos que estejam acontecendo do que com as que acontecem de fato. Que amar é lapidação, e não destruição. Que certos riscos compensam - o difícil é saber previamente quais. Descobre que é preciso dar uma colher de chá para o acaso. Que tudo que é muito rápido pode ser bem frustrante. Que a vontade é quase sempre mais forte que a razão. Quase? Ora, é sempre mais forte. Descobre também que passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável. Que tocar na dor do outro exige delicadeza. Que ser feliz pode ser uma decisão, não apenas uma contingência. Que é mais produtivo agir do que reagir. E descobre que a vida não oferece opção: ou você segue, ou você segue. Que a pior maneira de avaliar a si mesmo é se comparando com os demais. Que a verdadeira paz é aquela que nasce da verdade. E que harmonizar o que pensamos, sentimos e fazemos é um desafio que leva uma vida toda; esse meio todo.
Martha M.
 

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Ando um pouco para dentro, não sei se você entende. 
Me fechei um pouco, de tudo. 

Me abri para mim, me fechei para o resto. 

Ainda não sei se é certo ou no que vai dar, 
mas garanto que estou me descobrindo um pouco.
Caio F.
 
Quando eu era criança, já quis ser jornalista, estilista, bailarina ou atriz. Se me perguntarem hoje o que quero ser, vou responder: CRIANÇA!
"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
 Saramago








domingo, 7 de outubro de 2012

terça-feira, 2 de outubro de 2012

E vai acontecendo...
                 tudo como deve ser

"Alô, Romantismo, vai ver se estou ali na esquina. Se eu estiver, senta pra beber comigo que precisamos conversar...